Envelopamento de veículos

É fato: o grande público está apaixonado pelo envelopamento de carros. Personalizar, proteger e diferenciar o próprio veículo, para deixá-lo com aparência fosca, brilhante, supercolorida ou mutante: a febre veio mesmo para ficar. E, além disso, não podemos esquecer a adesivação de veículos corporativos, que sempre foi um belo filão do mercado de comunicação visual — e também está em franca expansão.

A evidência e o crescimento fazem com que mais profissionais entrem e passem a competir no segmento, o qual podemos dividir em três núcleos de empresas:

  1. Fornecedoras de materiais: fabricantes e distribuidores de vinis e películas adesivas e acessórios para a aplicação, como sopradores térmicos e espátulas;
  2. Adesivadoras: empresas ou profissionais que fazem a instalação das películas sobre a superfície dos veículos;
  3. Clientes: consumidores e empresas que solicitam e compram o envelopamento de carro.

Cada vez mais é comum vermos nas ruas os carros com essa transformação. Mudança essa que caiu no gosto da população. É possível ver que a mania está em todos os tipos e classes de veículos.

A divulgação, também, é intensa. Vários meios de comunicação têm abordado essa tendência: TV ́s, jornais, revistas e eventos contribuem para a distribuição das informações a respeito desse assunto.

Muitos fabricantes apresentam ao mercado vários tipos de películas auto-adesivas e muitas empresas de instalação estão se especializando para oferecer a adesivação das películas nos veículos. Como o interesse da população tem aumentado por esse tipo de serviço, precisamos nos atentar a todos os cuidados de aplicação das películas auto-adesivas para que a performance desse trabalho acompanhe o tempo de exposição do envelopamento.

Não podemos esquecer que os cuidados para a manutenção (limpeza) dos veículos é de extrema importância. De nada adiantará atentar-se aos cuidados de instalação se o usuário não fizer corretamente a parte dele. Para isso, é necessário fornecermos as orientações para esse processo.

Vale lembrar que cada etapa do processo de instalação exige requisitos mínimos de ações para se ter o resultado desejado:

  • escolha da película auto-adesiva
  • manuseio da película
  • limpeza da superfície
  • método de aplicação
  • método de acabamento

Outro ponto importante é sabermos que a etapa do acabamento é diferente. Na comunicação visual, onde se buscam altas durabilidades e performances, é usual o refile na curvatura de todas as partes do veículo. Já neste caso, como a ideia é ter o veículo como se fosse uma pintura original, os refiles não são realizados. As peças são envelopadas totalmente. Quanto maior a área adesivada na parte de trás das peças, menor será o risco da película se levantar. E isso significa maior tempo de durabilidade da aplicação.

Superfícies com “defeitos” na pintura como: riscos, arranhões, falhas, etc. são cobertos com a película auto-adesiva. Porém, muito cuidado ao removê-la dessas regiões. O verniz e/ou tinta podem desplacar da superfície e sair junto com o adesivo. Esse problema pode ser enfrentado quando se tem superfícies re-pintadas. Certifique-se de que o veículo nunca passou por esse processo. Lembre-se que a pintura de um veículo pode ter sido retocada na própria montadora ou nas agências de automóveis.

A permanência de adesivo (cola) na superfície durante a remoção da película é outro inconveniente. E a limpeza (remoção da cola) é muito trabalhosa. Muitas vezes, é necessário utilizar produtos químicos fortes que podem atacar a pintura ou verniz do veículo. Ao decidir pelo material (película auto-adesiva) a utilizar, verifique qual é o seu comportamento nessa etapa do processo.

E por fim, a proteção da pintura é um argumento bastante utilizado nesse mercado. O envelopamento com as películas ajudam a proteger de riscos e arranhões Outra proteção é contra os raios UV do sol. A velocidade de desbotamento da pintura será menor. Não se esqueça que a película auto-adesiva tem baixa resistência a produtos químicos usados nos processos de lavagem dos veículos.

Em resumo, o envelopamento vem para fortalecer o mercado de comunicação visual, contrariando, quem imaginava que era uma moda passageira. A criatividade dos fabricantes é vasta. A cada dia teremos novos designs, novas combinações, novas idéias para que a personalização seja a diferenciação que cada apaixonado por carro queria ter.

Fonte: Eduardo Yamashita – Revista Grandes Formatos | Infosign

Holdprint – Software de Gestão para Comunicação Visual

Envelopamento de veículos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *